Buscar
  • morteassistida

Doente terminal francês pede ao Presidente para morrer com dignidade

Alain Cocq de 57 anos sofre de uma doença degenerativa incurável. Em Setembro vai começar a recusar a alimentação assistida e os tratamentos médicos constantes que o mantêm vivo. Mas antes quer persuadir Emmanuel Macron, Presidente francês a mudar a lei do país para que os profissionais de saúde possam tornar a sua morte mais rápida e menos dolorosa. Notícia aqui.



40 visualizações
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now